08/07/2017

Para sair da crise, Belluzzo defende fundo para obras de infraestrutura em debate na Bahia Ubaitaba Urgente 8 de julho de 2017 Bahia Nenhum comentário Fotos: Reprodução/Fernando Udo O professor Luiz Gonzaga Belluzzo, um dos economistas mais respeitados do país, defendeu, nesta sexta-feira (7), a criação de um fundo para melhorar a infraestrutura brasileira, gerando emprego e reativando a indústria nacional. “O Brasil precisa pegar as reservas financeiras que possui, cerca de 370 bilhões de dólares, e criar um fundo para investir em infraestrutura. Assim vai maximizar emprego e fortalecer a indústria. Só assim saímos da crise”, afirmou. A defesa foi feita no auditório lotado da Fieb, em Salvador, em evento promovido pelo deputado federal Davidson Magalhães (PCdoB). Após a palestra de Belluzzo, que explicou as origens da crise econômica e apontou caminhos para o desenvolvimento nacional, seguiu-se um debate sobre o tema com contribuições do ex-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico (SDE), Jaques Wagner, do reitor da Ufba, João Carlos Salles, do presidente do Conselho Regional de Economia (Corecon), Gustavo Pessoti, do presidente da CTB, Adilson Araújo e da presidenta da UNE, Marianna Dias. Entre os debatedores, houve um consenso: as reformas propostas pelo governo Temer não ajudam o país a sair da crise econômica, elas apenas dificultam a vida dos mais pobres. Davidson, que também é economista, foi além, apontando que o governo despreza a indústria brasileira. “Eles (do governo) dizem que não precisa de política de industrialização. Isso não existe, é só olhar qualquer país desenvolvido e ver que existe uma indústria forte, apoiada pelo governo”, alerta o deputado. O outro economista da mesa, Gustavo Pessoti, defendeu ideia semelhante à de Belluzzo para a saída da crise, contrariando a política atual de cortes públicos. “Tem que entender que é preciso aumentar o gasto público”, disse demonstrando que, justamente por compreender isso, o governo Lula foi tão bem na economia. “É a inclusão social que aumenta o consumo e aquece a economia”, decretou. FacebookTwitterCompartilhar Faça um Comentário Em nota, vereadores de Ibirapitanga repudiam entrevista do prefeito ‘Isravan Barcelos’

Os ‘vereadores independentes’ do Município de Ibirapitanga, situados no bloco de oposição, Everaldo dos Gatos (DEM), Nego de Antonio Máximo (DEM) , Ivan Come Sapo (DEM) e Guilardo (PP), repudiam veemente atitude do Gestor Público do Município de Ibirapitanga, ISRAVAN LEMOS BARCELOS, por sua conduta indecorosa, vexatória, sórdida, vergonhosa e acima de tudo, indigna ao cargo de Prefeito deste município registrada em entrevista no programa Enfoque Geral, da Rádio Ubatã FM, no dia 04 de julho de 2017 no que diz respeito à fala canalizada aos respectivos vereadores. Todavia, para melhor erudição, trazemos os fatos que consubstanciam essa nota com as devidas elucidações e refutações:
Os Vereadores de Oposição deste município caminha em direção ao povo e com o povo e não na “contramão do município” como relatado pela pessoa do gestor. A única contramão que estes vereadores estão é na contramão da irregularidade, da corrupção, da hipocrisia e dos falsos valores. Todavia, a avaliação que motiva cada um de nós – é o parecer, a opinião, o juízo e a ponderação do povo ibirapitanguense e jamais importando juízo de valor /subjetiva do Chefe (Prefeito) do Poder Executivo do município de Ibirapitanga, ainda mais quando este se encontra denunciado ao Ministério Público e carrega em si contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas.
Assim, a este gestor, cabe a nós, apenas fiscalizar, cobrar e denunciar nos calços da lei, casos concretos ou indícios de irregularidades, como temos feito incansavelmente, exatamente por isso, temos o caminho pavimentado de apreço, participação e apoio popular da população ibirapitanguense. Em seguimento a entrevista do Programa Enfoque Geral, foi exarado, mais momentos de baixo valor moral, ditadores, precipitados, contraditórios, levianos e acima de tudo imprudente, uma vez que declara que os quatro vereadores da oposição estão “desalinhados, iludidos, embriagados com a ressaca da política pretérita”. Ora, indubitavelmente, quem transparece desalinhado e embriagado é o Governo Isravan Barcelos, porém, desalinhado com a realidade do município e do tempo em que vivemos, por isso enumeramos alguns pontos:
a)  A Câmara de Vereadores de qualquer município do Brasil é Poder independente, assim como qualquer vereador representante das respectivas casas, por isso sugerimos que comensure as descabidas palavras e se atente com a realidade, pois os representantes da oposição não são agentes subordinados às ordens do prefeito, como secretários e demais cargos de confiança, com quem legalmente o gestor deverá está “alinhado”, assim deixamos claro que o rito e ritmo do nosso trabalho não estão e não estará nem de perto sujeito a privilégio do Prefeito;
b) Percebemos também desalinhamento ético, moral e inconsequente, ao afirmar que os vereadores “estão embriagados com a ressaca política”. Francamente, faltam palavras para denegar honradamente, desiquilíbrio entre a postura de um gestor e o que foi proferido por um. Porém, aparentemente, quem prefigura EMBRIAGADO é o Governo Isravan Lemos Barcelos ao constar nas contas de sua administração farras e gastos incompreensíveis, como: farras nas diárias, veículo com gastos absurdos de combustível, e pior, veículo que não presta serviço ao município, como a exemplo: veículo de “Teta” ( Pálio Vermelho).
E a embriaguez administrativa do município não para por aí (…), já tivemos em suas contas uma moto (que nunca prestou serviço ao município) gastando equivalente a R$ 30,000,00 de combustível por mês. Outra suposta embriaguez foi a Construção da Central de Processamento de Resíduos Sólidos Urbanos (CPRSU), na Sede do Município, no valor R$, R$ 128.844,38, interessante que nada consta no espaço destinado para tal obra. Assim, em poucas palavras, se fazer oposição, legislar, denunciar, trazer aos respectivos órgãos situações referente ao município, como fiscalizar hospital, postos de saúde, colégios entre outras dezenas de funções cabíveis ao cargo de vereador é está desalinhado com o Governo. É com muita satisfação que informamos que continuaremos “desalinhados” com a embriaguez do governo e em sincronia com o povo. (Nota enviada a redação do UBAITABA URGENTE pelo vereador Agnaldo Pinheiro dos Santos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário