09/07/2017

MP agirá para coibir contratações ilegais e imorais em Ilhéus

O site O Defensor, de Ilhéus, obteve informações extraoficial que, o prefeito Mario Alexandre em dezembro, na fase de “transição” fez acordo com Jabes para que este fizesse a reforma administrativa ao seu modo. O ex alcaide JR para que Marão permitisse algumas medidas em benefício de seu grupo atendeu o pleito, e acionou seu pelotão de choque na Câmara, aprovando a Reforma Administrativa. Acontece que, após verificar que para ter do seu lado todos Vereadores e contratar, inclusive, pessoas de vários municípios para servirem de cabos eleitorais que poderiam dá uma ajudinha na tentativa de reeleição da Deputada Ângela. Mário no afã de agradar a todos, encaminhou inadvertidamente outro projeto de lei com o objetivo de usar o Poder como se fosse sua casa. No projeto criou-se uns 80 cargos comissionados, e mais de 200 cargos para serem distribuídos com Vereadores e amigos, mesmo sabendo que não podia, pois, a folha de pessoal já ultrapassa em muito o limite prudencial, em ofensa a Lei de Responsabilidade Fiscal e a Constituição Federal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário