07/07/2017

Estudo relaciona incidência de tuberculose com superlotação em domicílios no Brasil

Estudo relaciona incidência de tuberculose com superlotação em domicílios no Brasil



A doença conhecida por ter provocado a morte prematura de poetas e boêmios nos séculos 19 e 20 pode não estar mais presente no cotidiano da classe média brasileira, mas ainda faz muitas vítimas nos grupos sociais menos favorecidos. Um estudo feito por pesquisadores da Faculdade de Saúde Pública da USP avaliou o impacto de diversos fatores socioeconômicos no risco de tuberculose e concluiu que a aglomeração dentro das casas é um dos principais mecanismos que podem explicar a associação entre tuberculose e pobreza.  O estudo, publicado em abril na revista científica “PLOS ONE”, levou em conta os dados de diagnósticos de tuberculose de 5.565 municípios brasileiros em 2010 e os avaliou em conjunto com os dados socioeconômicos desses municípios obtidos no Censo 2010.

Nenhum comentário:

Postar um comentário