04/06/2017

30 zonas eleitorais serão fechadas na Bahia


30 zonas eleitorais serão fechadas na Bahia

Cerca de 30 zonas eleitorais na Bahia devem ser fechadas nos próximos quatro meses, sendo uma delas em Salvador. A medida atende a uma determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que tem o objetivo de, segundo a Corte, “aprimorar o trabalho e economizar gastos” em todo o país. A orientação é que cada zona tenha, no mínimo, cem mil e, no máximo, 200 mil eleitores. Assim, a extinção vai afetar municípios menores, cujo eleitorado será remanejado para outras cidades. Na capital, a 20ª zona será fechada e redistribuída entre as outras.   Uma comissão do Tribunal Regional da Bahia está desenvolvendo estudos  para definir quais unidades serão extintas. Segundo apurou a coluna, o número de zonas fechadas pode ser menor que 30. Nesse processo, o TRE busca  reduzir os impactos para a população.Vale ressaltar que os locais de votação permanecem os mesmos, mas pendências só poderão ser resolvidas nas zonas.  "Para a esquerda, apoiar a polícia para combater o crime é um constrangimento", Alexandre Aleluia, vereador, ao comentar a situação da segurança pública no estado.
Redução de medidas: Além de zonas eleitorais, comarcas do interior do estado também devem ser fechadas com o objetivo de cortar custos. O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) está desenvolvendo estudos para desativar unidades jurisdicionais, mas ainda não tem um número definido. No entanto, o sindicato de servidores (Sinpojud) estima que serão cerca de 70 comarcas fechadas. A medida tem provocado burburinho no meio político, tanto que a Assembleia Legislativa da Bahia realizou audiência pública nessa semana para discutir o assunto. Faltando um ano para as eleições, prefeitos têm pressionado deputados estaduais para se mobilizar no sentido de evitar os cortes. Os parlamentares, por sua vez, buscam diálogo com o TJ-BA para manter o funcionamento das comarcas e, assim, garantir os apoios dos prefeitos aliados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário