28/05/2017

Bebeto afirma que eleições diretas não podem significar “volta Lula”


Fotos: Vagner Souza//Bnews
O deputado federal, Bebeto Galvão (PSB), em conversa com  o Bnews, defendeu a antecipação das eleições como forma de minimizar a crise politica que atinge o Brasil. “Nós estamos em um momento de grave crise nacional. Temos um entendimento que as alternativas que estão próximas para a superação da crise são quatro: o STF decidir sobre a criminalização do presidente da República  e ai teríamos por tanto o seu afastamento com eleição, direta ou indiretamente. A segunda alternativa seria a renúncia dele, mas Temer já disse que não vai renunciar. A terceira seria o TSE caçar o seu mandato. Na minha opinião e do PSB, nenhuma dessas alternativas pode acontecer sem a participação da população brasileira. Por isso, a quarta alternativa, de adiantar as eleições de 2018, fazendo com que o presidente saia por uma decisão popular por uma autonomia do voto e com a legitimidade de uma eleição”, afirmou. O deputado disse ainda que o pedido do PSB não pode ser confundido com uma apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). “Antecipar as eleições não pode ser confundido com volta Lula. Nós estamos buscando uma eleição em que o povo ira se pronunciar e os seus partidos, cada um deles, que apresente suas candidaturas,” defendeu. De acordo com Bebeto a oposição deve continuar obstruindo as propostas do governo na Câmara. “Vamos fazer uma obstrução dura. Está claro que o governo, mesmo com a retirada das preposições na ultima sessão plenária da Casa, a base do governo está fraca. Vamos continuar o processo de obstrução, não do país, mas de obstrução as iniciativas das matérias que o governo quer votar. É um governo que se esgotou, que não tem legitimidade para propor nenhuma iniciativa, manchado pela corrupção”, disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário