07/04/2017

Recuo mostra que é possível fazer reforma 'sem penalizar trabalhador', afirma Renan

Recuo mostra que é possível fazer reforma 'sem penalizar trabalhador', afirma Renan


O líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), afirmou nesta quinta-feira, 6, em nota que a decisão do presidente Michel Temer de autorizar a flexibilização da proposta da Previdência demonstra que é possível fazer a reforma sem punir os trabalhadores. "Bastava ter ouvido antes", reclamou. Nas últimas semanas, Renan subiu o tom contra o texto defendido pelo Palácio do Planalto. "Esses recuos do governo mostram que é possível fazer a reforma da Previdência para a próxima década sem seguir a conta da banca (R$ 738 bilhões em 10 anos), sem empobrecer o Nordeste e sem penalizar os trabalhadores", diz a nota do peemedebista. Hoje, Temer autorizou o relator da reforma da Previdência, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), a fazer modificações na proposta em relação a cinco temas: regra de transição, aposentadoria rural, Benefício de Prestação Continuada, pensões e aposentadorias especiais de professores e policiais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário