06/04/2017

Professores de Candeias fazem greve há mais de 20 dias e Justiça determina retorno imediato

Professores de Candeias fazem greve há mais de 20 dias e Justiça determina retorno imediato


Os professores da rede municipal de Candeias, na região metropolitana de Salvador, estão em greve por tempo indeterminado, desde o dia 13 de março. Os estudantes, que tinham acabado de iniciar o ano letivo de 2017, estão sem aulas desde então. A paralisação é considerada ilegal pela Justiça. Uma decisão expedida pela desembargadora Sandra Inês Morais Azevedo, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), determina que os professores retomem as atividades imediatamente, sob pena de multa de R$ 10 mil por dia, caso não obedeçam. Segundo a determinação, os procuradores do município alegam que o movimento dos professores desrespeitou o prazo de 48 horas de antecedência para notificação da greve, e que o documento que informava o início da paralisação foi encaminhado à prefeitura sem ata de assembleia, lista de presença e pauta de reivindicações. O Sindicato dos Servidores do Município de Candeias (SISEMC), que responde pelos professores, informou que ainda não foi notificado da decisão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário