05/04/2017

Após prisão de Jamil Ocké, suplente assume vaga na Câmara de Ilhéus

Escuta assume vaga na Câmara após preventiva de Ocké.
Com a decretação de prisão por tempo indeterminado do ex-secretário de Desenvolvimento Social e vereador de Ilhéus, Jamil Ocké, o suplente Luiz Carlos Escuta assumiu a vaga na Câmara de Vereadores, nesta tarde de terça (4). O vereador pediu licença de 60 dias, hoje.  Jamil foi preso na Operação Citrus, há quase 20 dias, acusado de participar de esquema que pode ter lesado a Prefeitura de Ilhéus em cerca de R$ 20 milhões, de acordo com o Ministério Público Estadual. O também ex-secretário de Desenvolvimento Social Kácio Brandão também está preso preventivamente, assim como o empresário Enoch Andrade. A operação levou seis pessoas para a cadeia. Três foram liberadas. O trio ainda preso é acusado de pilotar esquema de fraude em licitações e superfaturamento na gestão do ex-prefeito Jabes Ribeiro. Segundo o MP, não há provas de envolvimento do ex-prefeito no esquema. Com informações do Pimenta

Vereador Jamil Ocké está preso há quase 20 dias I Foto: Reprodução.

Nenhum comentário:

Postar um comentário