13/03/2017

Se eleito, Bolsonaro quer colocar militares na metade dos ministérios

Se eleito, Bolsonaro quer colocar militares na metade dos ministérios

O deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, prometeu nomear militares para metade de seu ministério se for eleito presidente. “Gente igual a mim. Ele está botando gente igual a ele [Michel Temer]. Quer que eu continue? Acho que não precisa”, disparou. O parlamentar atribuiu seu desempenho – tem 9% das intenções de voto no Datafolha à defesa da violência como meio para combater a violência. “Você não combate violência com amor, combate com porrada, pô. Se bandido tem pistola, [a gente] tem que ter fuzil”, disse. Bolsonaro ainda disse que nem imprensa nem Supremo “vão me falar o que é limite”. “Vão catar coquinho, não vou arredar em nada, não me arrependo de nada que falei”, completou. Sobre a reforma da Previdência, o deputado se posicionou “completamente contra”. “É um remendo de aço numa calça podre. Está muito forte a proposta dele”, opinou. Ele determinou que um assessor filmasse a entrevista para evitar “deturpações”. (Bahia.Ba)

Nenhum comentário:

Postar um comentário