10/03/2017

Possibilidade de Lula na presidência do PT divide o partido

Possibilidade de Lula na presidência do PT divide o partido

Vista como a salvação para as ameaças de rachas no PT, a possível indicação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à presidência do partido se tornou motivo de divisão entre as diferentes forças internas da legenda. Desde terça-feira Lula disse a pelo menos três interlocutores diferentes que não quer ser presidente do PT, mas está sendo pressionado pela corrente majoritária Construindo um Novo Brasil (CNB), à qual pertence. Na semana passada Lula autorizou que uma comissão formada por integrantes da CNB e pelo presidente nacional do PT, Rui Falcão (da tendência Novo Rumo), ouvisse todas as demais forças do partido sobre sua possível indicação à presidência da legenda. Segundo integrantes da comissão, as correntes que integram o Muda PT, movimento que congrega mais da metade da bancada petista na Câmara Federal além das correntes Mensagem ao Partido (a segunda maior), Articulação de Esquerda, Militância Socialista e Avante já se posicionaram contra a ida de Lula para a presidência do partido. Estas correntes argumentam que Lula deve se dedicar a construir as condições para sua candidatura à Presidência de República em 2018 e que acumular as funções de candidato e dirigente é incompatível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário