07/03/2017

Mulheres comandam cada vez mais lares brasileiros

Mulheres comandam cada vez mais lares brasileiros


O estudo "Retratos das Desigualdades de Gênero e Raça", divulgado nesta segunda-feira (6) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), revelou que aumentou o número de mulheres chefiando famílias no país. Em 1995, 23% dos domicílios tinham mulheres como pessoas de referência. Em 2015, 20 anos depois, esse número subiu para 40%. O estudo do Ipea traz recortes por sexo e raça comparando o branco a negros e analisando as sobreposições de desigualdade durante o período de 1995 a 2015. Segundo a Técnica de Planejamento e Pesquisa do Ipea, Natália Fontoura, as mulheres trabalham muito mais hoje, cerca de 7,5 horas a mais que os homens, por conta da dupla jornada, dentro e fora de casa, e ainda assim seguem ganhando menos do que os homens, apesar da escolaridade ser mais alta entre elas. "A taxa da participação das mulheres no mercado de trabalho aumentou muito nas décadas anteriores 60, 70 e 80, mas nos últimos 20 anos percebemos uma estabilização dessa participação. Parece que as mulheres alcançaram um teto de entrada do mercado de trabalho, elas não conseguiram superar os 60%, que nós consideramos um patamar baixo até em comparação a outros países.

Nenhum comentário:

Postar um comentário